Após paralisação por denúncias de assédio, jornalistas da CBN Curitiba voltam a trabalhar

0
11

Portal Imprensa – Edson Caldas*    05/08/2013- 16:15

Nesta segunda-feira (5/8), funcionários da rádio CBN Curitiba entraram em greve diante de problemas internos na empresa, incluindo denúncias de assédio sexual. Embora desde o meio-dia os trabalhadores tenham voltado à redação, alguns profissionais decidiram deixar a casa.

Jornalistas fizeram paralisação após denúncias de assédio sexual na redação

Segundo nota divulgada pelos funcionários da emissora, os profissionais decidiram encerrar a paralisação após a empresa se comprometer a tomar medidas em relação às denúncias de assédio sexual dentro da emissora. A CBN também teria assegurado que não haveria represálias contra os funcionários que participaram da paralisação. Durante a greve desta manhã, a rádio reproduziu o conteúdo da emissora de São Paulo.

Segundo o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná, a manifestação ocorre após três jornalistas, que fizeram a denúncia deste caso, pedirem demissão — entre eles, José Wille, diretor de jornalismo.

Os profissionais deixaram a rádio após uma estagiária denunciar supostos assédios sexuais dentro da rádio. De acordo com nota no site do sindicato, o comentarista Airton Cordeiro seria o suposto autor dos assédios.

“Depois de 16 anos, desligo-me da Rádio CBN Curitiba”, escreveu o chefe de redação Marcos Tosi, em sua conta no Facebook. “Tomei a decisão de me desligar no final de semana; hoje pela manhã, a redação parou por iniciativa própria, por julgar que o ambiente de trabalho estava comprometido.”

O jornalista diz ter retardado sua saída apenas para ajudar a mediar um acordo. “Os ditames de minha profissão, e mais do que isso, minhas convicções pessoais, levam-me a tomar esta decisão”, acrescentou.

Ainda segundo comunicado dos funcionários, a greve teria ocorrido em razão da insatisfação dos trabalhadores “com a falta de esclarecimentos sobre denúncias de um caso que comprometeu o ambiente de trabalho, os funcionários decidiram pedir à direção da Rádio providências em relação aos fatos e a abertura de um diálogo com a equipe”.

“Os funcionários da CBN Curitiba retomam os trabalhos agora, acreditando nas respostas dadas pela direção da emissora”, finaliza o texto.